Palácio de Versalhes

Um dos maiores palácios do mundo

O Palácio de Versalhes possui 2153 janelas, 67 escadas, 352 chaminés, 700 quartos, 1250 lareiras e 700 hectares de área externa, mundialmente conhecida como os Jardins de Versalhes.

De Pavilhão de Caça à Palácio!

Antes de se tornar o mais rico palácio da Europa, o Palácio de Versalhes era apenas um pavilhão de caça, de Luís XIII, localizado no subúrbio de Paris. Foi o seu filho, Luís XIV, que resolveu fazer uma “reforma básica” e transformar o pavilhão de caça em um modelo de residência real na Europa com expressão máxima do estilo barroco.

Atualmente, ele é considerado um dos castelos mais famosos no mundo. Ponto turístico obrigatório para quem vai visitar à França, bem como os seus belíssimos jardins à francesa e o refúgio bucólico de Maria Antonieta.

Na primeira vez em que estivemos em Paris, não visitamos Versalhes, e depois nos arrependemos… Mas dessa vez, o roteiro começou pelo Palácio e com certeza vamos tentar inclui-lo de novo em uma próxima visita à Paris. 😉

Portão do Palácio de Versalhes, Versalhes, França.
Entendendo um pouco a história do Palácio de Versalhes…

Para começar, o Palácio de Versalhes, ou Château de Versailles, foi construído para ser a residência do Rei Luís XIV. Dizem que o monarca queria um lugar não muito distante de Paris, mas o suficiente para estar afastado dos conflitos que aconteciam na época. Também queria estar em um lugar que pudesse ser mais fácil de avistar os inimigos de longe.

Além disso, Luís XIV queria criar um local para ser o centro da Corte Real e a sede do Governo da França, ou seja, um lugar onde pudesse instituir uma Monarquia Absoluta.

Cercado por bosques, que formam uma grande área verde e jardins simétricos com canteiros, estátuas, vasos e fontes belíssimas, o Palácio de Versalhes, também foi a moradia dos reis Luís XV e Luís XVI, os quais, da mesma forma que os seus antepassados, fizeram reformas durante os seus respectivos reinados.

Um dos lugares mais visitados na França, em média oito milhões de turistas por ano, o Palácio de Versalhes serviu de inspiração para vários outros castelos mundo afora, como o Palácio de Herrenchiemsee, na Alemanha, e o Palácio de Schönbrunn, na Áustria.

Jardins do Palácio de Versalhes, Versalhes, França.
Palácio de Versalhes (Chateau de Versailles)

O Palácio de Versalhes, além de lindo, poderoso e imenso, guarda muito da história da corte real francesa.

Cada escultura, cada monumento, cada fonte, cada jardim, em fim, cada cantinho é dedicado ou foi de uma personalidade do passado real francês…

Transformado em museu, em 1837, o palácio impressiona não só pelo tamanho, mas também pelos ambientes extremamente luxuosos e muito bem cuidados até hoje. Como por exemplo, o quarto do rei que era puro dourado e a Galeria dos Espelhos, em uma época onde o espelho era um item bastante caro.

Com 350 anos de história, o Palácio de Versalhes está organizado da seguinte forma:

Galeria da História do Palácio: Ao todo, são onze salas dedicadas à história da construção do palácio, com muitas obras e videozinhos para ver serem vistos enquanto se escuta o audioguia.

Grandes Apartamentos: Situada no primeiro andar, é a área onde está a famosa e maravilhosa Galeria dos Espelhos, com mais de 300 espelhos e lustres cheios de ornamentos, que era uma sala usada para festas e reuniões importantes. No mesmo andar, está o quarto do rei, da rainha e várias outras salas.

Apartamento das Damas: Esses apartamentos mega requintados pertenciam as filhas de Luís XV.

Salas Louis XIV: Diversas salas destinadas para cerimônias e eventos do rei, a família real e a Corte.

Galeria das Batalhas: Criado por Louis Phillipe no século XIX, tinha como objetivo celebrar todas as batalhas francesas através de trinta telas enormes que ocupam as paredes dos dois lados da sala.

Jardins do Palácio de Versalhes

Os jardins de Versalhes foram criados pelo paisagista André Le Nôtre o qual trabalhou durante muitos anos para o Rei Luís XIV.

O projeto levou algumas décadas para ser finalizado e possui um estilo de jardinagem simétrico e, posteriormente, deu origem ao estilo “Jardim Francês”. É tudo tão alinhado e certinho que fica difícil não se apaixonar.

Na minha opinião, esses jardins são os mais lindos de todos da Europa… Sério! Pensa em um jardim gigantesco, composto por incontáveis canteiros, bosques, estátuas, fontes e lagos? É uma imensidão de natureza linda e bem cuidada que se perde no horizonte.

Jardins do Palácio de Versalhes, Versalhes, França.
Jardins do Palácio de Versalhes, Versalhes, França.
O que fazer em Versalhes e quanto tempo ficar por lá…

Bom… A estação de Versalhes propriamente dito, não guarda nenhuma surpresa, então, a dica é que você dedique todo o se, para visitar o Museu e os Jardins do Palácio.

No imenso Jardim de Versalhes, você pode andar de bicicleta, fazer piquenique, andar de barco, caminhar ou simplesmente relaxar no gramado perto de um dos lagos. Claro que para fazer tudo isso, a melhor época é entre a primavera e o verão, quando está calor e os dias são mais compridos.

Sugiro que você reserve um dia inteirinho só para se impressionar com o Palácio de Versalhes e que leve uma cesta com quitutes para comer no estilo pique nique entre a natureza exuberante de seus jardins. Se você estiver disposto a gastar uns bons euros, tem a opção de deixar a fome bater para almoçar em um dos restaurantes do jardim.

Estação de trem Rive Gauche, Versalhes, França.
Como chegar em Versalhes a partir de Paris…

Para nós, a melhor opção foi ir de trem mesmo a partir da Gare Saint Lazare, mas existem outras duas possibilidades que podem se encaixar melhor no seu itinerário:

– De trem desde a Gare Montparnasse até a estação Versailles Chantiers;

– De trem desde a Gare Saint Lazare até a estação Versailles Rive Droite;

– De RER, linha C, que para nas estações Versailles Chantiers e Versailles Rive Gauche.

Uma dica, é que você já acesse o site www.ratp.fr/itineraires de casa mesmo para já ter uma base e para planejar a melhor rota em seu caso.

E ai, curtiu a nossa matéria sobre os lindões Jardins de Versalhes??? A gente adorou viver todo aquele lugar! Se você ainda está na dúvida do que fazer enquanto estiver turistando pela França, dá uma olhada nas nossas outras matérias… Você vai adorar! 😉

 

-> Gostou da nossa matéria? Então segue o @VivaTodoSeuMundo no Insta e curte a FanPage no Face. Assim você acompanhará o nosso mundo em tempo real. #VivaTodoSeuMundo #ColecionandoMomentos #FotografandoMemórias


 

VIVA Todo Seu MUNDO VIAJANDO com a gente!

Sempre que você fizer uma reserva, através de algum link das publicidades que aparecem aqui no nosso blog (Booking, Skyscanner, Seguros Promo, etc) nós ganhamos uma pequena comissão! E o melhor de tudo: você NÃO é taxado a mais por isso, pelo contrário, em alguns casos, se utilizar o nosso CUPOM DESCONTO, você ainda ganhará um desconto especial. Sabendo disso… Partiu reservar e Viver Todo Seu Mundo com a gente? 😉

 

Gostou? Compartilhe

Posts Relacionados

Deixe seu comentário